O dia dele. O silêncio. Qual seria o poder que emana dos diversos sentidos do silêncio para quem o experimentou? Desvende-se

  • Fabiano de Abreu Agrela Rodrigues PhD em Neurociências , Mestre em Psicologia e Biólogo
  • Cibele Torres de Oliveira Psicóloga
  • Angelica de Sousa Psicóloga
  • Adriana Soares Lopes Psicóloga
  • Roselene Espírito Santo Wagner Psicóloga Centro de Pesquisas e Análises Heráclito CPAH

Resumen

O silêncio e seu potencial para uma homeostase, que proporciona bem-estar e saúde têm sido objeto de estudo de várias áreas que englobam as ciências da saúde e sociais. Neurociência, Antropologia, Psicologia, Psicanálise. Estes campos de estudo nortearam o presente artigo, realizado através de uma revisão bibliográfica abrangente. O silêncio perpassa por diversos sentidos, entre os quais: omissão, opressão, sabedoria, neutralidade, esvaziamento ou ainda, um encontro consigo mesmo. Quando há um encontro, pode-se extrair de si informações valiosas. Uma constante busca por equilíbrio, que carrega consigo a capacidade do sujeito de ser protagonista da sua saúde, em seus diversos vieses: física, mental e espiritualmente

Palabras clave: silêncio, saúde, tratamento

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Citas

BARTHES, R. O neutro. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

CARDELLA, B.H.P. A CONSTRUÇÃO DO PSICOTERAPEUTA – uma abordagem gestáltica. São Paulo: Summus. (2002).

HALL, C. S., e LINDZEY, G. Teorias da personalidade (Vol 2). M. C. M. Kupfer. Trad e revisão ). São Paulo: EPU.(1984).

NASIO, J.-D. O SILÊNCIO NA PSICANÁLISE. Colaboradores: Xavier Audouard, Françoise Dolto, Robert Fliess, Antoine Franzini, Jacques Hassoun, Sophie Morgenstern, Jacqueline Moulin, J.-D. Nasio, Christian Oddoux, Sylvie le Poulichet, Theodor Reik, Monique Schneider, Marie-Claude Thomas, François-Daniel Villa, Liliane Zolty. Ed. ZAHAR, Rio de Janeiro, 2020.

OXFORDLANGRAGES: Dicionário de português da Google. Recurso Eletrônico. Disponível em: < https://www.google.com.br/search?q= Definição + de+silêncio>. Acesso em: 30 abr.2022.

POLLAC, Michael. Memória, esquecimento, silêncio. Rev. Estudos Históricos. Tradução Vol. 2. N.3 (1989). Recurso Eletrônico. Disponível em: <https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/2278>. Acesso em: 30 abr.2022

POLSTER, E. &POLSTER, M. Gestalt-terapia integrada. São Paulo: Summus (2001)

REDE DE MODO PADRÃO. Artigo. Disponível em: <https://stringfixer.com/pt/Default_mode_network>. Autor desconhecido. Sem data de publicação. Referências até o ano de 2014. Acesso em: 01 mai.2022.

RODRIGUES, F.A.A et all. (2022). A aplicação da alteração de estado emocional na performance esportiva. Revista Científica Cognitionis. (DOI): 10.38087/2595.8801.127

Publicado
2022-05-04
Cómo citar
Agrela Rodrigues , F. de A., Torres de Oliveira, C., de Sousa, A., Soares Lopes, A., & Santo Wagner, R. E. (2022). O dia dele. O silêncio. Qual seria o poder que emana dos diversos sentidos do silêncio para quem o experimentou? Desvende-se. Ciencia Latina Revista Científica Multidisciplinar, 6(2), 4069-4080. https://doi.org/10.37811/cl_rcm.v6i2.2147
Sección
Artículos